República Democrática Alemã

O país que adora a nudez pública
fevereiro 13, 2021
Luciano Camargo responde sobre perdoar filho mais velho: ‘Não convivo com quem me tem como inimigo’
fevereiro 13, 2021

República Democrática Alemã

O FKK, como costuma ser abreviado, está intimamente associado à vida na República Democrática Alemã (Alemanha Oriental ou “RDA”), mas o nudismo como prática pública na Alemanha remonta ao fim do século 19.

E diferentemente de, digamos, fazer topless em uma praia na Espanha, o FKK engloba um movimento alemão mais amplo com um espírito distinto, onde se despir até sua essência no mundo natural é historicamente um ato de resistência e alívio.

“O nudismo tem uma longa tradição na Alemanha”, diz Arnd Bauerkämper, professor associado de história moderna da Freie University, em Berlim.

Na virada do século 20, pairava no ar a Lebensreform (“reforma da vida”), uma filosofia que defendia a alimentação orgânica, a liberação sexual, a medicina alternativa e uma vida mais simples e mais próxima da natureza.

“O nudismo é parte desse movimento mais amplo, que foi direcionado contra a modernidade industrial, contra a nova sociedade que surgiu no fim do século 19”, afirma Bauerkämper.

De acordo com Hanno Hochmuth, historiador do Centro Leibniz de História Contemporânea, em Potsdam, esse movimento de reforma ganhou espaço sobretudo em cidades maiores, incluindo Berlim, apesar de sua romantização da vida no campo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *