O país que adora a nudez pública

China vai “comer nosso almoço”, alerta Biden após conversa com Xi Jinping
fevereiro 13, 2021
República Democrática Alemã
fevereiro 13, 2021

O país que adora a nudez pública

(JBCNEWS – DF 13/02) – Depois de quatro anos morando em Berlim, aprendi a abraçar certos costumes alemães, como a abordagem mais casual da nudez — bem diferente de onde cresci, no meio-oeste dos Estados Unidos.

Enquanto a nudez na cultura mainstream americana geralmente tem conotação sexual, aqui na Alemanha, não é incomum se despir em certas situações cotidianas.

Me acostumei com a nudez padrão nas saunas; a mergulhar em piscinas sem maiô ou biquíni; e surpreendi um massagista quando me despi antes de um tratamento — ele disse que geralmente precisa pedir aos americanos para tirar a roupa.

Mas, como diz o ditado, a primeira vez a gente nunca esquece, sobretudo quando se trata de ser confrontado com a nudez pública.

A minha aconteceu durante uma corrida pelo Hasenheide, um parque no distrito de Neukölln, ao sul de Berlim, quando me deparei com um grupo de corpos nus tomando banho de sol à tarde.

Mais tarde, depois de conversar com amigos e adquirir um histórico de busca no Google bastante questionável, descobri que esbarrar com um enclave au naturel em um parque ou praia da cidade é praticamente um rito de passagem em Berlim.

O que eu vi não era parte de um lado hedonista de Berlim, mas um exemplo de Freikörperkultur ou “cultura de corpo livre”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *